quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

ALMA BRANCA, Maria do Carmo Xavier Costa

ALMA BRANCA, Maria do Carmo Xavier Costa, infographics, 2012, 104 pag, Isbn: 978-85-914382-0-4


Li Alma Branca numa manhã. Minha intenção era apenas começar a ler, mas não pude parar.  Até no Pronto Socorro do hospital São José, onde tive que levar minha mãezinha de 92 nos para uma consulta urgente, não larguei o livro. As pessoas na sala de espera olhavam-me sem entender como um homem madurão enxugava tanto os olhos e apertava o nariz fluindo. Por que não ia ao banheiro munir-se de um chumaço de papel?   Estaria com conjuntivite? E afastavam-se, prudentes, com medo de pegar.

Minha esposa leu, em seguida, de um fôlego só. Ao terminar, veio-me dizer que o achou “muito, muito bom”.  E eu nem perguntara nada.


Prosa leve, linguagem essencial, enredo envolvente, doses generosas de forte emoção em cada palavra escrita. É a história crua da autora. Ou melhor, a história de uma fase sofrida e vitoriosa. Maria do Carmo narra dores e revezes, e o leitor não se sente acabrunhado, mas engrandecido. É uma história de gente vitoriosa, de gente que infatigável persegue os objetivos com inabalável fé.

Se a Primeira Bienal de Itabaiana (evento realizado em outubro de 2011 e citado pela autora como o motivador para sua decisão de publicar o livro) só tivesse esse crédito a favor, teria valido à pena. Mas fez muito mais. Além de Maria do Carmo que, por si só, valeu o evento, cativou muito mais gente para ler livros, escrever suas histórias e as histórias de seu povo, e, especialmente, publicar. Sim, publicar!  Pois publicar parece que deixou (ou está deixando) de ser tabu.  Quem sabe, não seja o fim dos inéditos (calhamaços e mais calhamaços) que iam ao lixo ou à fogueira, como se fossem devaneios inúteis, após o falecimento do relutante escritor.

Graças a Deus, graças a Primeira Bienal de Itabaiana (a Segunda está sendo organizada e será nos dias 25 a 27/10/2013) Maria do Carmo decidiu publicar seu livro, dando-nos uma bonita história, agregando um valor inestimável à cultura de nossa terra.

O livro Alma Branca vai ser lançado em festa no hall da Biblioteca Epifânio Dórea, no bairro 13 de Julho, em Aracaju, no próximo dia 14/dezembro/2012, a partir das 18:00 horas.
Não deixe de ir!  Sua presença fará a festa muito mais bonita. O livro merece!

(publicada na Perfil 15/08)



Nenhum comentário:

Postar um comentário